11 janeiro 2010

FERA


Tu me encontraste mergulhada
em minhas ansietudes,,,
Carente... Desejosa...
Fera prisioneira...
Desejando romper as grades
respirar a liberdade
Quisera poder correr
todos os riscos naturais da selva
Ser livre selvagem...
Desejos ardentes queimam a pele
è forte, selvagem
sufoca a fera... enlouquece...
Que brada por LIBERDADE!
Ah! liberdade
Quais são teus riscos?
porque priva a fera
de gozar a natureza?
Sentir o cheiro da selva...
Descobrir caminhos...
Satisfazer seus instintos
privam a fera de viver...
De ser selvagem,

Um comentário:

  1. Nooooossa são palavras lindas, intensas...Parabéns pela composição da obra...perfeita. Um grande abraço!!
    Anna Palhares
    annajcpalhares2007@yahoo.com.br

    ResponderExcluir


sua putinha

desejo intenso...

Com todo cuidado ajudarei ... dispa-se

entregue-me a você mais uma vez!

Assim... quero muito mais delicia!